28/06/2006  "A Bola" (online)
Ricardo entre os melhores do Mundial

Quim, um dos guarda-redes da Selecção Nacional, referiu-se ontem elogiosamente a Ricardo, considerando que se está em presença de um dos melhores da competição. Quanto à possibilidade de jogar a meia-final, caso Portugal elimine a Inglaterra — para isso acontecer o habitual titular terá de ver novo cartão amarelo —, o benfiquista espera que nada de anormal aconteça.

Um atestado de credibilidade. Foi isso que Quim, o número dois da baliza portuguesa, passou ontem a Ricardo em Marienfeld, considerando mesmo que o seu companheiro de lugar é um dos melhores do actual Campeonato do Mundo:— Sinceramente, não ponho em questão essa situação. Realmente, o Ricardo tem um cartão amarelo, estou sempre preparado para qualquer eventualidade, pois a minha maneira de pensar é sempre a mesma, jogando ou não, que é trabalhar, mas são coisas em que não devem pensar. Acho que nada vai acontecer com a Inglaterra e só tenho de dar os parabéns ao Ricardo, pois tem sido, sem dúvida alguma, um dos melhores deste Mundial. Não é por acaso que só tem um golo sofrido.
Continuando a referir-se ao seu companheiro de posição, Quim reforçou os elogios:
— Tem sido um dos melhores da competição, tem estado muito bem, e espero que continue assim, pois correndo-lhe bem as coisas é sinal de que correrão bem à Selecção Nacional.

Sofrimento... bom

Depois, a boa recordação da vitória frente à Holanda e se é mais enervante ver um jogo assim do banco ou estar lá dentro a lutar pelo apuramento:
— Sem dúvida que é melhor estar em campo. Aqueles que jogaram estavam concentrados, enquanto para os que estavam cá fora foi muito complicado viver aquele momento. Mas desde que as coisas corram bem, como aconteceu, tudo passa e só se pensa em festejar. O sofrimento já passou, mas foi bom porque acabou bem.
E o jogo com a Inglaterra? Será Portugal favorito? O guarda-redes considera que é no relvado que tudo se prova:
— É dentro do campo que se mostra quem é o favorito. Nós temos é de fazer o nosso melhor, como até aqui, e tentar vencer a partida. Felizmente, as coisas têm-nos corrido bem e esperamos que assim continuem. Quanto a favoritismo, é 50 por cento para cada lado antes das equipas entrarem em campo...