07/06/2005 14:04 "MaisFutebol"
Figo e a Estónia: «É extremamente difícil ganhar fora de casa»

A Estónia traz boas recordações a Luís Figo. Foi frente à selecção do Báltico que Portugal selou o apuramento para o Mundial 2002, numa goleada no Estádio da Luz. Agora o encontro é em Tallinn e joga-se para o Mundial 2006, num cenário diferente, que a selecção enfrenta com cuidados, defende o capitão da equipa.

«Tenho recordações especiais da Estónia porque conseguimos o objectivo do apuramento. Esse jogo da Luz foi a realização final, depois de um período que visava estar num evento extremamente importante», recorda Figo.

Depois da vitória sobre a Eslováquia, Portugal enfrente um adversário menos forte. Confrontado com o cenário do empate com o Liechtenstein, numa altura em que não estava na Selecção, Figo desdramatizou: «Isso é passado. Para estarmos a pensar no passado também temos que pensar nas coisas boas que fizemos até aqui.»

Figo espera dificuldades, antes de mais porque o jogo é fora: «Cada vez mais, pela experiência que tenho, é extremamente difícil ganhar fora de casa. Vamos ter um jogo complicado, frente a uma equipa que tem minimamente esperança de chegar ao segundo lugar.

O número 7 comentou ainda a boa recepção que a equipa teve à chegada à Estónia. «Sempre que somos bem recebidos é uma vantagem. Esperemos que amanhã possamos realizar um bom jogo e conseguir a vitória, que é o mais importante», afirma, mostrando-se também satisfeito com a temperatura em Tallinn: «É preferível jogar numa temperatura como a que estamos agora do que nas que estão em Portugal. Este tipo de temperatura ajuda-nos a não estar tão desgastados.»

Portugal está perto da qualificação, mas tem de pensar passo a passo, defende ainda Figo, garantindo que não se pode pensar já na visita à Rússia, que pode ser crucial: «Seria um erro pensar num jogo que só se realiza daqui a uns meses. Vamos pensar no jogo de amanhã, fazer o que o treinador nos irá pedir e tentar ultrapassar as dificuldades que possam acontecer.»

Por fim, qual o horizonte de Figo na selecção? O Mundial 2006? A resposta é diplomática: «É uma pergunta que não sei responder. Agora estou aqui e espero ser o mais útil possível.»