06/06/2005 02:53 "Record"  PENALTIES" DESTROEM OPOSIÇÃO PARAGUAIA
Com sabor gaúcho

O Brasil, campeão em título, ficou ontem mais perto de carimbar o passaporte para o Mundial da Alemanha, ao golear o Paraguai, em Porto Alegre, por 4-1. Mesmo sem Ronaldo, dispensado pelo seleccionador Carlos Alberto Parreira, o “escrete” conseguiu um bom resultado antes da viagem à Argentina, mas ainda precisou da “ajuda” do juiz uruguaio para abrir a coriácea defesa visitante.

Os dois primeiros golos surgiram de “penalty”, ambos concretizados por Ronaldinho, que assim festejou em grande o seu regresso a Porto Alegre. O primeiro foi assinalado após centro de Roberto Carlos que bateu na mão de Caniza; o segundo num “mergulho” de Robinho.

Em vantagem, o Brasil controlou calmamente os acontecimentos e passou a beneficiar de mais espaço, uma vez que o sempre defensivo Paraguai teve de se aventurar no ataque. E o 3-0 surgiu com naturalidade, num belo remate em arco que deixou Justo Villar sem qualquer hipótese de defesa.

Mesmo assim, a “albirroja” reagiu bem e ainda reduziu numa bela cabeçada do regressado Roque Santa Cruz. Pouco depois, Lúcio foi expulso, após falta dura sobre o ex-portista Paredes mas Robinho, de contra-ataque, ainda fechou a contagem.

“Quarta-feira, com a Argentina, vai ser um amistoso de luxo. Vamos com respeito, até porque queremos a liderança, mas penso que as duas equipas já estão apuradas”, considerou no final o seleccionador brasileiro, Carlos Alberto Parreira.

Autor: ANTÓNIO CARLOS. RIO DE JANEIRO
Data: Segunda-Feira, 6 de Junho de 2005 02:53:00